Linux: comandos para verificar partições de disco

Neste post temos alguns comandos Linux que podem ser usados para verificar as partições existentes no seu sistema de discos. Os comandos exibem quais partições existem em cada disco, além de outros detalhes como o tamanho total, o espaço utilizado, o sistema de arquivos etc.

1. fdisk:

O fdisk é o comando mais comumente usado para verificar as partições em um disco. O comando fdisk pode exibir as partições e detalhes como o tipo de sistema de arquivos. Porém não informa o tamanho de cada partição.

2. sfdisk:

O sfdisk é outro utilitário com um propósito semelhante ao fdisk, mas com mais recursos. Ele pode apresentar o tamanho de cada partição em MB.

3. cfdisk:

É um editor de partições do Linux com uma interface interativa baseada em ncurses. Ele pode ser usado para listar as partições existentes, bem como criar ou modificá-las. Apenas funciona com uma partição de cada vez. Então, se você precisar ver os detalhes de um disco em particular, deve-se informar o nome do dispositivo para o cfdisk.

4. parted:

O parted é outro utilitário de linha de comando para listar as partições e modificá-las, se necessário.

5. df:

Não é um utilitário de particionamento, mas exibe detalhes apenas sobre os sistemas de arquivos montados. A lista gerada pelo df inclui até mesmo sistemas de arquivos que não são partições de disco reais.

Apenas os sistemas de arquivos que começam com a /dev são dispositivos reais ou partições. Com a utilização do grep é possível filtrar partições de disco/sistemas de arquivos reais.

Para exibir somente as partições do disco reais junto com o tipo de partição, use o df assim:

Lembre-se: O df mostra apenas os sistemas de arquivos ou partições montadas.

6. pydf:

É a versão melhorada do df, escrito em python. Exibe todas as partições do disco rígido de maneira fácil de ler.

Assim como o df, o pydf mostra exclusivamente os sistemas de arquivos ou partições montadas.

7. lsblk:

Lista todos os blocos de armazenamento, incluindo partições de disco e unidades óticas. Os detalhes incluem o tamanho total da partição/bloco e o ponto de montagem, se houver. Não relata o espaço em disco usado / livre nas partições.

Se não houver um ponto de montagem, então isso significa que o sistema de arquivos ainda não está montado. Para CD/DVD, isso significa que não há nenhum disco.

O lsblk é capaz de exibir mais informações sobre cada dispositivo como o rótulo e modelo. Confira a página do manual para mais informações.

8. blkid:

Exibe atributos do dispositivo de bloco (partições e mídia de armazenamento) como tipo uuid e arquivo do sistema. Não relata o espaço nas partições.

9. hwinfo:

O hwinfo é uma ferramenta de informação sobre o hardware e pode ser usado para imprimir a lista de discos e partições. A saída no entanto não imprime detalhes sobre cada partição como os comandos anteriores.

Resumindo:

A saída do parted é concisa e completa. Ideal para ter uma visão geral das diferentes partições, sistema de arquivos e o espaço total. Tanto o pydf e df estão limitados a sistemas de arquivo mostrando unicamente  os que estão montados.

Tanto o fdisk quanto o sfdisk mostram várias informações que podem levar algum tempo para interpretar. Já o cfdisk é uma ferramenta de particionamento interativo que exibir um único dispositivo de cada vez.

Deixe uma resposta